Gênesis 35:50 - A Promessa - PARTE II



Um breve relato histórico...
Gn 35:28 - Isaque, filho de Abraão, viveu 180 anos. Nasceu, viveu e morreu, crendo na promessa que Deus fizera à seu pai, 210 anos atrás!
Isaque gerou Esaú e Jacó (=Israel), gêmeos, quando era da idade de 70 anos (Gn 25:26). Tanto tempo já tinha se passado, 210 anos, entre a peregrinação, brigas e separação (Ló e Abraão), e no meio disso tudo, o Senhor mantinha-se focado no que havia prometido. Tudo o que estava acontecendo, Deus estava usando para que a história seguisse o curso que Ele havia dito à Abraão (Gn 15:13).
Jacó (=Israel) gerou a José, filho de sua velhice, que aos 17 anos +- foi vendido como escravo ao Egito por seus irmãos. Aparentemente, o moço teria todos os motivos para irar-se contra seus irmãos. Porém, ele continuou crendo contra as esperanças de que Deus sabia de todas as coisas e iria fazer brotar a provisão e acertar tudo na hora certa (Gn 39:2).
O Senhor estava com José, e ele continuava crendo em sua mocidade no que Deus havia prometido ao seu bisavô Abraão, e que de alguma forma a sua vida seria usada para escrever parte dessa história.
E dessa confiança incondicional em Deus, Ele revelou à José a fome que viria por 7 anos sobre aquela terra, e o escravo José tornou-se governador (Gn 41:38-42). Tudo dentro dos planos do Senhor, que providenciou o reencontro de José com sua família, e por causa da sua posição no Egito, pode trazer consigo toda sua família, para que não passassem fome (Gn 45:4-8). E conforme o Senhor Deus havia prometido, lá no Egito a semente de Abraão continuaria a se multiplicar até que saíssem de lá levando grande riqueza (Gn 43:3-4).
Nesse tempo, a casa de Jacó era formada por 70 pessoas (Gn 46:27). E até aqui, já se foram 241 anos mais ou menos desde a promessa.
Israel, que viveu 147 anos - Gn 47:28), assim como seu pai Isaque, nasceu, cresceu, viveu e morreu crendo na promessa do Senhor, e crente que o Senhor continuaria Seus planos para que a volta ocorresse (Gn 48:21).
E José, seu filho, morreu igualmente crente disso, aos 110 anos, no Egito.

Pelas minhas contas, desde a conversa de Deus com Abraão já se passara + de 300 anos.
A crença na promessa passava de geração em geração. E assim como Deus dissera, os filhos de Israel se multiplicaram e se fortaleceram grandemente, bem como foram afligidos em terra estrangeira.
Na saída dos israelitas do Egito, o povo era mais de 600.000 pessoas. Israel chegou ao Egito com 130 anos e morreu com 147 anos. O povo habitou lá por 430 anos (Ex 12:40). Ou seja, desde que Deus falou à Abraão já se passaram +- 670 anos!!!

E como o Senhor dissera, após esse tempo, a promessa de retorno começou a ficar mais "paupável", "visível". E nesse tempo, com mão forte, Deus os tirou do Egito.
Durante todos esses muitos anos, desde Abraão, os descendentes ouviram dia após dia que herdariam uma terra abençoada, que manava leite e mel.
Dez anos, 20, 30, 50, 150, 200, 300 anos... Pessoas nasciam e morriam ouvindo isso... difícil ficar firme em algo por TANTO TEMPO, vendo gente vir e ir embora, e nada! Talvez alguns deles nem cressem mais que o dia chegaria. Mas, enfim, CHEGOU!!!

O povo de Israel tinha ao seu redor todas as indicações de que a promessa estava se cumprindo, o retorno à Canaã de Abraão!
PORÉM, a cada obstáculo que encontravam, havia razão para murmuração e descrença. Mesmo o próprio Deus indo com eles em uma nuvem e em coluna de fogo, eles não criam que ia dar certo escapar dos egípcios... aos 45 minutos do segundo tempo, reta final, eles estavam perdendo a visão da promessa, a fé passada de geração em geração.
Ex 13:17 - O Senhor conhecia o seu povo, sabia de suas dificuldades. E quando os tirou do Egito, guiou-os por um caminho mais longo, porém sem guerras, para que porventura não se arrependessem da saída do Egito.
Mas mesmo o caminho sendo pelo deserto, mais comprido, o Senhor em nenhum momento os abandonou ou sequer deu indícios de que os deixaria sozinhos (Ex 13:22).

Aliás, eu vejo que nesse momento o Senhor Deus colocou seu povo à prova, a fim de "medir" o quanto confiavam nEle.
Ex 14:44 - O próprio Deus endureceu o coração de Faraó para que os perseguisse; qual seria a reação do povo em fuga? Valendo 10 pontos!!
a) continuar confiando que o mesmo Deus que prometeu e estava cumprindo a promessa iria terminar o serviço;
b) entrar em desespero e murmurar;
c) render-se à situação e voltar como escravos;
d) n.d.a

Ex 14:10 - Os filhos de Israel temeram muito, sem confiança em Deus. Por incrível e absurdo que possa parecer aos nossos olhos hoje, eles acharam que o Senhor havia prometido algo há mais de 600 anos e de repente havia se esquecido deles, deixando-os padecer em mãos inimigas.
Ex 14:11 - POR QUE NOS FIZESTE ISSO??? No momento de desespero, eles se esqueceram totalmente do concerto que Deus fizera com Abraão. Ao invés de cantarem vitória de antemão, crentes do livramento do Senhor, eles murmuraram e temeram por suas vidas.

Só que no meio de mais de 600 mil pessoas, havia 1 homem, um único homem que não havia perdido o foco: Moisés.
Ele, porém, disse ao povo: NÃO TEMAIS; estai quietos, e VEDE o livramento do Senhor.
ESTAI QUIETOS... - acalme-se, descanse no Senhor.

* - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - * - *
Quando estamos focados no problema, a gente se esquece de quem é Deus... e sabe de uma coisa? Deus não opera no meio da confusão e do desespero. E Deus também não revela suas maravilhas para quem só confia nEle da boca pra fora.
Uma coisa quero deixar registrada... pela minha própria vida... por mais absurdo que pareça, eu já agi exatamente como o povo... mesmo "vendo a olhos nus" que a minha promessa estava pra se cumprir, eu duvidei, e me desesperei. Foquei minhas limitações, e me esqueci de quem estava ao meu lado pra me dar a vitória. Nesses casos, eu só pude ver claramente a saída, a situação como ela realmente era quando eu me acalmei, e busquei em Deus a ajuda que eu precisava.
Como disse na parte 1, toda promessa passa pelo teste do tempo, e a Biblia diz que o que Deus diz não volta vazio... Logo, se é REALMENTE Deus quem está no controle da promessa, pode acontecer o que for, o que é TEU está guardado.
Ora, assim diz a Palavra em Isaías 49:14-16: "Mas Sião diz: Já me desamparou o Senhor; o Senhor se esqueceu de mim. /Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, EU, TODAVIA, ME NÃO ESQUECEREI de ti. /Eis que, na palma das minhas mãos, te tenho GRAVADO; os teus muros estão continuamente perante mim."
O Senhor não se esqueceu de nós... das perguntas e dúvidas, dos nossos pedidos, das nossas necessidades, desejos, Ele não se esqueceu do propósito para o qual ELE NOS CRIOU, mesmo que nós tenhamos nos esquecido, Ele se lembra, todos os dias.
E dentre tantos descrentes que existem, Ele espera que haja APENAS UMA PESSOA que se levante no meio de tantos e diga "Aquietai-vos!!", alguém que não desiste da promessa.
Eu quero ser essa pessoa. Quero confiar em Jesus mais do que o faço hoje... preciso disso.
E você?
Se chegou até o final da mensagem (se teve paciência! rs), que Deus possa ter te abençoado sobre algo.

Até a próxima!

Milene A.S.F.

Comentários

Clévia disse…
OI, Milena!
Tudo o que eu precisava ouvir, foi o que vc escreveu nesse post!
Às vezes, o tempo longo pode diminuir nossa esperança, o que vem acontecendo comigo. Às vezes me desespero, choro em agonia, sou machucada pela evidências do inimigo. Quando isso acontece, busco a Deus em oração, e geralmente após isso, sinto a paz inundar minha alma, bem como a certeza de que a promessa de Deus em minha vida vai se cumprir.
Suas mensagens me dão mais força!
Um abraço!
Milene disse…
Oi Clévia!
Que bom que isso serviu pra te abençoar! Esse é o propósito desse blog, acrescentar algo de bom na vida das pessoas, quando tudo que elas precisam é de um "lembrete" de que Deus é fiel!
Obrigada pela visita, pelo comentário e volte sempre que desejar!
Abraço!!
Clévia disse…
Oi, Milena!
Obrigada pela resposta, e inclusive, quero te dizer que seu propósito está sendo cumprido!
Vc está contribuindo para que conheçamos melhor a Deus!
Eu ainda não estou fixa em nenhuma denominação, leio a Bíblia diariamente e busco a Deus, no entanto busco a denominação que fale ao meu coração.
A qual denominação vc pertence? Gosto da forma como vc fala de Deus, gostaria de assistir a um culto da sua igreja! Me parece uma denominação que busca a Deus verdadeiramente! É isso que busco também!
Um abraço!
Milene disse…
Boa noite Clévia!
A igreja que frequento não é ligada a alguma denominação (batista, presbiteriana, assembléia etc).
Para maiores informações visite o site www.stetnet.com.br/inj/ e entre no link CREDO. Lá vc poderá conferir os nossos valores espirituais. Já lhe digo que se algum dia desejar nos fazer uma visita será bem vinda!
Que Deus lhe ajude a encontrar uma congregação onde vc se sinta bem, que te acolha como vc precisa. Isso é importante... Deus vai trabalhar na sua vida através das vidas de pessoas que vc conhecerá nesse lugar.
O evangelho é muito simples, é tão simples que as vezes a gente quer complicar, e acaba complicando rs... falar do evangelho é simples, mas vivê-lo nem sempre... falo isso por mim mesma... eu e minhas lutas... mas amém, Deus tira flores de um jardim de espinhos rsrsrs Ele está trabalhando na minha vida, e não se esquece de nós! rs
Abraço!

Postagens mais visitadas deste blog

Cancela o teu funeral, Jesus está aqui

Josué 14:6-11 - Como marcar o seu tempo?

Gênesis 13:14-15 - A Promessa (PARTE I)